Contato: (24) 3323.4861 / 2106.1077
Siga-nos

ACIAP BM se reúne com secretários e proprietários de terrenos para discutir desenvolvimento da cidade

Notícias - 19/11/18
 ACIAP BM (Associação Comercial, Industrial, Agropastoril e Prestadora de Serviços de Barra Mansa) recebeu, na noite da última segunda-feira, dia 12, quatro secretários municipais para continuar o debate pertinente ao setor produtivo do município, iniciado no mês passado. O encontro aconteceu durante a reunião semanal da diretoria da entidade e contou com a presença de Vinícius Ramos, secretário de Governo; Agnaldo Raymundo, secretário de Desenvolvimento Econômico; Eros dos Santos, de Planejamento Urbano; e Adilson Delgado Rezende, secretário de Administração Pública. Além disso, estiveram presentes os empresários Luiz Alexandre Carvalho e Fernando Moreira, proprietários interessados em contribuir com seus terrenos para o desenvolvimento de Barra Mansa.
 
De acordo com a presidente da entidade, Denyse Singulani, é de interesse da ACIAP BM mediar uma possível parceria entre os proprietários e a prefeitura, de forma a preparar as áreas para a chegada de empresas à cidade.
 
"Inicialmente, havíamos convidado os secretários para mostrar o que observamos como uma problemática na cidade: a diminuição do nosso parque industrial em comparação às cidades vizinhas. A questão da falta de terras disponíveis foi levantada e, por isso, desta vez, convidamos alguns proprietários que têm interesse em negociar seus terrenos para que empresas possam se instalar", disse Denyse.
 
Um exemplo disso é o empresário Fernando Moreira, que já havia doado uma área de 220.000m2 para a implantação do Centro Tecnológico do Sul Fluminense, às margens da Rodovia Presidente Dutra. Segundo ele, a área ainda está disponível, seja para a construção do centro quanto para o estabelecimento de uma nova empresa.
 
"Como o terreno ainda não foi usado para a implantação do Centro Tecnológico, eu estou disposto a cedê-lo caso haja alguma empresa de alta tecnologia interessada em se enraizar em Barra Mansa. Estou comprometido com o desenvolvimento industrial e tecnológico da cidade. No entanto, para tanto, é necessário que a prefeitura consiga infraestrutura para aquela região", declarou Moreira.
 
O terreno em questão, localizado nos limites entre Barra Mansa, Volta Redonda e Piraí, ainda não conta com infraestrutura necessária para receber um empreendimento. De acordo com projetos realizados no passado, é preciso construir rede de distribuição de água e também um acesso pela Rodovia Presidente Dutra.
 
Este é, segundo Eros dos Santos, secretário de Planejamento Urbano, um dos principais desafios que a cidade enfrenta no que diz respeito ao desenvolvimento industrial.
 
"Nós sabemos que existem inúmeras áreas disponíveis, mas não há recursos para que a prefeitura possa levar a infraestrutura necessária a todas essas áreas. Nosso plano para os próximos meses é conseguir uma parceria com o governo do Estado, através do CODIN (Companhia de Desenvolvimento Industrial do Estado do Rio de Janeiro), para a execução de projetos deste porte", explicou Eros.
 
Outra solução proposta, desta vez pelo empresário Luiz Alexandre Carvalho, é de que o prefeito de Barra Mansa peça auxílio à prefeitura de Volta Redonda para que esta forneça os recursos hídricos necessários à propriedade doada por Fernando.
 
"Assim como Volta Redonda é quem fornece água para alguns bairros da Região Leste, é possível fazer um acordo para que se possa comprar o recurso da nossa cidade vizinha e, assim, resolver o problema do terreno. Precisamos focar nesta área, que, por enquanto, é a melhor que Barra Mansa tem para a indústria, devido à sua topografia e localização favoráveis", garantiu Alexandre.
 
Como conclusão do encontro, ficou definido entre os presentes que os próximos passos para promover o desenvolvimento industrial do município são: mapear as áreas disponíveis para negociação, iniciar a solicitação de instalação de uma rede de distribuição na área pertencente ao empresário Fernando Moreira e dar início à parceria entre a prefeitura e o CODIN.
 
"Depois de muita conversa, concordamos em levar este 'dever de casa' para que, no próximo encontro, já tenhamos avançado neste plano de tornar Barra Mansa mais atrativa para empresas interessadas em se instalar na região. Tudo o que desejamos é promover cada vez mais desevolvimento e qualidade de vida para a cidade", finalizou Denyse.